OS GASTOS COM SAÚDE

Planos aqui
O principal problema dessa abordagem é que ela tende a se
concentrar quase exclusivamente em insumos e gastos e deixa de
considerar o objetivo principal, que é, presumivelmente, uma saúde
melhor. Para abordar essa preocupação, um exercício de
benchmarking pode se concentrar em países semelhantes que
alcançaram os melhores resultados de saúde. Infelizmente, isso
gerará estimativas muito variadas, dependendo de quais países são
escolhidos. Por exemplo, um país com renda per capita de US $ 5.000
a US $ 6.000 pode optar por se comparar a países com níveis de
renda semelhantes, como Peru ou Filipinas. Os dois países têm taxas
de mortalidade infantil semelhantes (29 por 1.000 no Peru e 34 por
1.000 nas Filipinas). No entanto, os gastos em saúde do setor público
representam 2,1% do PIB no Peru e apenas 1,3% nas Filipinas. Em
países com bons resultados em saúde, a gama de gastos com saúde
é extremamente ampla e raramente fornece uma resposta clara em
relação a uma quantidade ideal. Por exemplo, países com taxas de
mortalidade infantil abaixo de 30 por 1.000 têm gastos em saúde do
setor público que variam de 1,4% a 8,7% do PIB e de US $ 7 per
capita a US $ 4.200 per capita.