Os fornecedores fabricam uma variedade de ferros de soldar para lidar com diversos trabalhos manuais.

Alguns vêm em um design que permite aos usuários trabalhar em pequenas aberturas,
enquanto outros se concentram no design de ferros que emitem calor intenso para fornecer
pontos de fusão rápidos. Abaixo, listamos alguns dos tipos mais comuns de ferros de solda que
os profissionais da eletrônica costumam armazenar. Ferros de soldar com temperatura
controlada: Um termostato é colocado dentro do ferro para fornecer algum controle de
temperatura. A função permite que a temperatura certa seja mantida, o que permite uma
melhor soldagem. Uma potência mais alta pode ser utilizada para cenários onde o calor é
extraído de bits sem uma temperatura muito alta para soldagem. Ferros de solda básicos
( resfriados a ar ): O modelo mais básico de ferros de solda não inclui controle de
temperatura além do impacto de resfriamento do ar e qualquer tarefa para a qual o ferro
possa ser usado. Modelos básicos de ferros de soldar são projetados por fabricantes para
funcionar em temperaturas não controladas que geralmente são determinadas pelo
equilíbrio térmico. Estações de ferro de solda: consistem em temperatura, circuito de
controle, cabeça de solda com sensor de temperatura de ponta e fonte de alimentação
elétrica. As lojas da estação permitem que o usuário armazene o ferro quando não estiver
sendo usado. Cherubino encontrar o melhor ferro de solda